Quinta-feira, 30 de Julho de 2015

Visitas Guiadas e Temáticas

Com vontade de guiar os visitantes por lugares e tópicos alternativos – dentro de portas – , e de ir ao encontro dos interesses dos mais curiosos, a Casa Fernando Pessoa reforça o seu calendário de visitas até 29 de Setembro. 

As visitas guiadas que preparámos permitem desvendar as memórias e as histórias guardadas nos objectos e espaços da CFP. A cada dia, uma visita guiada, ora em Português, ora em Inglês, de manhã ou à tarde.

Regressam também as visitas temáticas: Almada em Pessoa, visita que parte do quadro Retrato de Fernando Pessoa por Almada Negreiros para dar a conhecer este artista, bem como a amizade que o ligou a Pessoa; e Amor+Pessoa que desvenda o Amor em Fernando Pessoa, na sua obra, nas suas múltiplas dimensões e vidas.


Todos os detalhes em www.casafernandopessoa.pt

publicado por CFP às 17:42
link do post | favorito
Segunda-feira, 27 de Julho de 2015

VISITAS!

visitas verão15.jpg

 

 

publicado por CFP às 17:42
link do post | favorito
Quarta-feira, 1 de Julho de 2015

JULHO E AGOSTO: MESES DE LEITURA, VOZ E JAZZ

Os meses de Verão da Casa Fernando Pessoa fazem-se de leitura, voz e jazz. A abrir a temporada mais quente, os dias intensos do Festival Silêncio.

 

A abrir a temporada mais quente, os dias intensos do Festival Silêncio, projecto a que a CFP se associa. Na festa da palavra dita, cantada, escrita, com epicentro no Cais do Sodré, há um percurso que conduz à CFP. Como uma partitura debruça-se sobre a nova poesia, com vozes e iniciativas diversas. Na CFP têm lugar a conversa-performance A Voz e o Silêncio (sexta, 3, às 19H00), a conversa sobre arquitectura e literatura Chuva Oblíqua: atravessa esta paisagem (sábado, 4, às 17h00) e a conversa Poesia na rede (sábado, 4, às 19H00).

 

Na programação de Verão da CFP há também música, música jazz, na esplanada do restaurante Flagrante Delitro, uma proposta para as tardes longas. O programa Vive sem Horas tem início dia 9 de Julho, quinta-feira, às 19h00, com o grupo de jazz vocal Cantajazz e continua, todas as quintas-feiras até 27 de Agosto, com a programação e os músicos, da Escola de Jazz Luiz Villas-Boas/ Hot Clube de Portugal.

 

A voz, a leitura e a música estão também presentes na edição de Agosto de Sem casas não haveria ruas, o programa regular que une a CFP, a Fundação José Saramago e a BOCA. Em Pimenta na Boca, Ana Deus e Alexandre Soares dão música e voz a poemas de Alberto Pimenta. Sábado, dia 8 de Agosto, às 19h00.

 

 

Julho e Agosto são também meses pensados para os mais novos e famílias, com quatro propostas que combinam um passeio por Lisboa, brincadeiras no Jardim da Estrela, ilustração e cinema:

 

Na cidade de Pessoa e Maruxa, Maryna, María são duas propostas para crianças e adultos: a primeira, um passeio por Lisboa, guiado por Fernando Pessoa, visitando os sítios onde morou, trabalhou, conviveu e sobre os quais escreveu (dia 4 de Julho, sábado, às 10h30); a segunda, uma oficina de ilustração, de Mafalda Milhões, centrada nos direitos da criança, na amizade e na igualdade na diversidade (dia 18 de Julho, sábado, às 16h00).

 

Para as férias preparam-se as oficinas Trepadeiras de Papel, um desafio a ser poeta por uma semana entre folhas, texturas, barulhos e livros escondidos no Jardim da Estrela (de 20 a 31 de Julho, segunda a sexta, das 10h00 às 17h00); e O meu amigo imaginário foi filmado!, um programa Zero em Comportamento que desafia à criação de personagens, à sua caracterização e à construção de histórias e de cenários (de 20 a 24 de Agosto, segunda a sexta, das 10h00 às 17h00).

 

 

E é também em Julho e em Agosto que a Biblioteca dá início aos empréstimos domiciliários. A partir de agora, os leitores poderão levar consigo os livros que ocupam a sua atenção e tempo – e prolongar a leitura noutros espaços. Ao mesmo tempo, o catálogo da Biblioteca passa a estar disponível online para que a pesquisa possa ser feita também à distância. A Biblioteca relança ainda os seus serviços especializados de consultoria: acessíveis a todos os interessados.

 

E, finalmente, começamos o mês com um programa que regularmente nos visita: Parfums de Lisbonne. Este festival cruza, desde há 9 anos, Lisboa e Paris, o teatro, a poesia, a dança, a música, o cinema, e as artes plásticas, os autores, os textos e as ideias, numa e noutra cidade. Organizado pela companhia Cá e Lá, tem sido presença regular na CFP e uma excelente oportunidade de diálogo e de aproximação ao trabalho e presença da comunidade portuguesa em Paris. Dialogues bilingues autour de la poésie et du théâtre de Miguel Torga é uma viagem “multidisciplinar e bilingue, em português e em francês, um novo olhar sobre a escrita dramática do escritor”. As palavras ditas e cantadas são acompanhadas ao piano e à guitarra clássica.

 

Todos os detalhes em: www.casafernandopessoa.pt

 

Vemo-nos por cá, até breve!

publicado por CFP às 16:57
link do post | favorito
Terça-feira, 30 de Junho de 2015

A ESCOLHA DE ANTONIO CARDIELLO A PARTIR DA BIBLIOTECA PARTICULAR DE FERNANDO PESSOA

A obra que Fernando Pessoa compulsivamente foi elaborando, no intercalar de dois séculos, com o seu polifacetado e visionário talento criador, parece-se com uma espécie de enorme delta literário onde se sedimentaram os mais diversos materiais procedentes de diferentes tradições, doutrinas e disciplinas do saber universal, e para cuja estratificação residual não terá deixado de contribuir o seu fervoroso "vício" pela leitura.

 

No seu ensaio Books, Ralph Waldo Emerson descreve uma biblioteca como um lugar onde o leitor se encontra rodeado de centenas de queridos amigos encarcerados, que só encontrarão a liberdade quando com eles se iniciar uma conversa. Fernando Pessoa, que teve uma profunda e prolongada relação com os livros da sua biblioteca, chegou a libertar muitos desses amigos, desvendando preciosíssimos laços entre as leituras que cultivava e a literatura que veio a produzir. Foi nomeadamente a partir da sua vasta memória de lei­tor dialogante, que Pessoa, a 29 de Novembro de 1935, no Hospital de S. Luís dos Franceses, redigiu as suas últimas palavras («I know not what to-morrow will bring»). Lidas, durante décadas, segundo registos hermenêuticos ocultistas, são, na verdade, eco evidente de um epigrama de Palladas de Alexandria («To-day let me live well; none knows what may be to-morrow») pu­blicado no primeiro volume da Greek Anthology (1916), e também conservado nas prateleiras de Pessoa até ao fim da sua vida. Este livro, a meu ver, é um dos mais decisivos para o poeta, entre os mais de 1300 títulos digitalizados a partir de Abril de 2008. Publicado em 4 volumes bilingues pelos editores William Heinemann e G. P. Putman’s Sons, fornece-nos uma preciosa noção do vasto conhecimento que Pessoa tinha da poesia epigramática da cultura clássica grega e surpreende-nos pela influência que alguns dos seus maiores representantes tiveram sobre ele. É o caso do referido Palladas de Alexandria que, segundo muitos estudiosos, é considerado o último poeta grego defensor do paganismo num mundo já profundamente cristianizado. 

 

*A biblioteca particular de Fernando Pessoa está disponível online em www.casafernandopessoa.pt . A fechar o mês de aniversário, desafiámos Antonio Cardiello a partilhar connosco a sua escolha dentre os 1300 títulos digitalizados.

publicado por CFP às 15:48
link do post | favorito
Quarta-feira, 24 de Junho de 2015

SERVIÇO EDUCATIVO DA CFP - OFICINAS DE VERÃO!

Serviço educativo_junho 2_red.jpg

 

O Verão do Serviço Educativo da Casa Fernando Pessoa tem brincadeiras no jardim, ilustração e cinema! Em Julho e Agosto as férias são muito mais divertidas com as quatro propostas que fazemos:


Trepadeiras de Papel*, de 20 a 31 de Julho, de segunda a sexta, das 10h00 às 17h00, no Jardim da Estrela (crianças dos 6 aos 12 anos).


Na cidade de Pessoa, um passeio por Lisboa, no dia 4 de Julho, sábado, às 10h30, para crianças dos 6 aos 11 anos (acompanhadas por adultos).

 

Maruxa, Maryna, María, uma oficina de Mafalda Milhões, para pais e filhos, no dia 18 de Julho, sábado, às 16h00.

 

e, finalmente,


O meu amigo imaginário foi filmado, um projecto Zero em Comportamento, de 24 a 28 de Agosto, de segunda a sexta, das 10h00 às 17h00 (crianças dos 5 aos 12 anos).

 

Mais informações e marcações: servicoeducativo@casafernandopessoa.pt | +351 213 913 270


* este programa está disponível para escolas entre 29 de Junho e 17 de Julho

publicado por CFP às 08:30
link do post | favorito
Terça-feira, 23 de Junho de 2015

CAFÉ ORPHEU - TERCEIRO TURNO

A fechar o mês de Junho, regressamos a Café Orpheu para um Terceiro Turno: na noite de dia 27 de Junho, em versão compacta e em conjunto, assinalamos cem anos sobre o lançamento da Orpheu 2, o número derradeiro. Até chegar a meia-noite.

 

Com Andresa Soares, Filipe Pinto, Lígia Soares e Miguel Castro Caldas,  Sara Graça e Tiago Martins, Os Possessos e Sílvia Real, Sérgio Pelágio e Mariana Ramos.Todos os detalhes aqui.

 

E esta semana, quinta, dia 25 às 19h00, voltam Os Espaços em Volta, desta feita, é a centenária obra de Kafka, A Metamorfose, que dá o mote à conversa. Com Inês Fonseca Santos e Filipa Leal  (coordenação e moderação) e António Vieira, Miguel Bonneville e Nuno Amado (convidados).

 

Sábado, dia 27 de Junho, às 15h00, é tempo de mais uma visita temática Amor+Pessoa, o desafio a conhecer  Pessoa através do amor: “o amor romântico, o amor à pátria, o amor à língua portuguesa, o amor à família ou até o amor carnal, Pessoa amou, como de resto amaram todos os seus eus." (Marcações: 21 391 3270/ visitas@casafernandopessoa.pt )

 

Todos os detalhes de programação em www.casafernandopessoa.pt

 

Vemo-nos por cá, até breve.

publicado por CFP às 18:13
link do post | favorito
Sábado, 20 de Junho de 2015

TRIPADVISOR - CERTIFICADO DE EXCELÊNCIA

A Casa Fernando Pessoa foi reconhecida com o prémio Certificado de Excelência pelo site TripAdvisor.

 

A todos os visitantes que deram o seu retorno sobre a experiência da visita à Casa Fernando Pessoa, o nosso muito obrigado.

 

Os equipamentos EGEAC, Museu Marioneta, Museu do Fado, Castelo de São Jorge e Cinema São Jorge também foram reconhecidos com este prémio, a cada um: parabéns.

 

Print_Logo_COE2015_BR.jpg

 

publicado por CFP às 19:55
link do post | favorito
Sexta-feira, 19 de Junho de 2015

"CHUVA OBLÍQUA" - UM DESAFIO PARA ARQUITECTOS E ESTUDANTES DE ARQUITECTURA

 

A Casa Fernando Pessoa (CFP) associa-se à edição 2015 do Festival Silêncio, o festival que é “a celebração da palavra enquanto unidade criativa, veículo de pensamento e da criação (…), a festa da palavra dita, escrita, encenada, cantada, musicada, filmada e ilustrada”.

 

A proposta é a de um percurso, uma reflexão de dois dias sobre a nova poesia ou as novas poéticas contemporâneas. O percurso Como uma partitura propõe vozes e iniciativas diversas, formas simultâneas de leitura, interpretação e descodificação.

 

No âmbito do Festival Silêncio a CFP associa-se também à Ordem dos Arquitectos com um desafio que dará lugar a uma conversa e uma exposição. O desafio é o de transformar o poema Chuva Oblíqua, publicado no Orpheu 2, em objecto tridimensional.

 

Os detalhes em: http://oasrs.org/web/oasrs/-/desafio-a-estudantes-e-arquitectos-a-partir-de-poema-de-pessoa

 

Sobre o Festival Silêncio: www.festivalsilencio.com

publicado por CFP às 18:15
link do post | favorito
Quarta-feira, 17 de Junho de 2015

ESTA SEMANA: HOJE, PESSOA E ESPANHA, SÁBADO, VISITA TEMÁTICA

Hoje, quarta dia 17 de Junho, às 19h00, recebemos, em colaboração com o Instituto Cervantes, Antonio Sáez Delgado, escritor, professor e tradutor que procura decifrar o lugar e o papel de Fernando Pessoa entre os seus camaradas vanguardistas espanhóis e interpretar o significado e os ecos da sua obra no país vizinho.


Nesta conversa, que atravessa todo o trabalho realizado por Sáez Delgado sobre a relação de Pessoa com Espanha, o ponto de partida – que é, ao mesmo tempo, o de chegada - será o seu mais recente livro, acabado de publicar: Pessoa Y España (editora Pre-Textos, Valencia, 2015). Com Manuela Parreira da Silva, Luis María Marina e Javier Rioyo (Director do Instituto Cervantes de Lisboa - moderação).


Sábado, dia 20 de Junho, às 11h30, regressa a visita temática Amor+Pessoa, o desafio a conhecer  Pessoa através do amor: “o amor romântico, o amor à pátria, o amor à língua portuguesa, o amor à família ou até o amor carnal, Pessoa amou, como de resto amaram todos os seus eus." (Marcações: 21 391 3270/ visitas@casafernandopessoa.pt )


Todos os detalhes de programação em www.casafernandopessoa.pt
Vemo-nos por cá, até breve.

publicado por CFP às 12:11
link do post | favorito
Terça-feira, 16 de Junho de 2015

AMOR + PESSOA, uma visita temática para sentir, por Ricardo Belo de Morais *

fernando_pessoa_e_ofelia_queiroz.jpg

Traduzido em mais de 40 línguas – e considerado, por isso, o mais universal dos escritores portugueses – Fernando Pessoa é, hoje em dia, uma referência obrigatória da literatura mundial. O seu legado, em poesia e prosa, tem mostrado um Pessoa “plural como o universo” a gerações sucessivas de leitores. Há, com efeito, na obra de Pessoa e todos os seus outros eus, suficientes bandeiras que se agitam, ainda hoje, aos ventos ou brisas de um palco de vida crivado de filosofia, na procura de respostas para os sentidos múltiplos do existir. No meio de tamanha tempestade de inquietude existencial, não admira que só muito recentemente leitores e investigadores tenham “acordado” para o Pessoa-homem, feito de carne e nervo, coração e desejos.

 

A “pedestalização” de Fernando Pessoa, visto ao longo de décadas como o 'supra-Camões' cumprido, por vezes até a caminho da divinização, impediu-nos ou desencorajou-nos de o ver como alguém que – como nós – procurou respostas também no coração. O Fernando Pessoa metafísico, sombrio, transeunte de múltiplas vidas, cada uma buscando, à sua maneira, “sentir tudo de todas as maneiras”, sentiu também o Amor. Fosse ele o amor romântico, o amor à pátria, o amor à língua portuguesa, o amor àfamília ou até o amor carnal, Pessoa amou, como de resto amaram todos os seus eus. E (d)escreveu-o.

 

Por detrás do fingimento poético que foi sua ferramenta criativa, o “falso virgem” teceu amor nas entrelinhas de grossa fatia da sua escrita. E se é verdade que quase sempre cerebralizou esse amor, dele se distanciando para melhor o interpretar, não é menos verdade que nos deixou pistas evidentes para a decifração dessa escolha. Quando Fernando Pessoa nos confessa que “o amor, quando se revela, não se sabe revelar”, diz-nos também que encontra qualquer coisa de amor até nas pequenas coisas da vida, ouvindo como o amor mudo excede “o rigor que o raciocínio dá a tudo”. O Pessoa desencantado do coração “como um balde despejado” foi o mesmo das cartas de amor religiosamente guardadas na sua célebre arca, mesmo que “ridículas”. O Pessoa lírico que admitiu que “podemos morrer se apenas amámos” reforçou sobejamente esta evidência, quando se atreveu até a admitir que “amar é entregar-se”. O Pessoa pragmático que não queria ser “de companhia” descuidava-se a ponto de dizer que já não sabia andar só pelos caminhos, sem a companhia do Amor.

 

BN Esp. E36763.jpg

BN Esp. E3/67-63

 

Mais ainda, o Poeta-Homem que sentia (e amava?) com a imaginação deixou-nos, em testamento, esse convite irrecusável: “Sentir? Sinta quem lê!”. É esse o objectivo maior de AMOR + PESSOA, a visita temática: dar-nos a sentir o Amor, na obra múltipla do escritor que também o cantou.

 

Ler Fernando Pessoa é amá-lo. E é sermos surpreendidos, a cada verso, a cada frase, pelo tanto de emoção que ele nos deu, dá e dará. É assim mesmo que é dado a conhecer nesta visita temática. E porque esta não vai ser, de todo, uma visita comum, quem se inscrever pode desde já contar com a companhia da metafísica de comer chocolates, as surpresas únicas da poesia e até o teatro da correspondência amorosa.

 

Ricardo Belo de Morais

* Investigador, membro da equipa de Acolhimento da Casa Fernando Pessoa 

Untitled 18.jpg

Todos os detalhes aqui.

publicado por CFP às 11:30
link do post | favorito

Informações e contactos

www.casafernandopessoa.pt

Morada:

Rua Coelho da Rocha, 16, Campo de Ourique 1250-088 Lisboa

Tel: 21 391 32 70

@: info@casafernandopessoa.pt

Horário: Segunda a Sábado das 10:00 às 18:00 (última entrada às 17h30)

pesquisar

Categorias

agenda abril 08

agenda abril 09

agenda abril 10

agenda abril 11

agenda abril 12

agenda abril 13

agenda abril 14

agenda dezembro 07

agenda dezembro 08

agenda dezembro 09

agenda dezembro 10

agenda dezembro 11

agenda dezembro 12

agenda dezembro 13

agenda fevereiro 08

agenda fevereiro 09

agenda fevereiro 10

agenda fevereiro 11

agenda fevereiro 12

agenda fevereiro 13

agenda fevereiro 14

agenda janeiro 08

agenda janeiro 09

agenda janeiro 10

agenda janeiro 11

agenda janeiro 12

agenda janeiro 13

agenda janeiro 14

agenda julho 07

agenda julho 08

agenda julho 09

agenda julho 10

agenda julho 11

agenda julho 12

agenda julho 13

agenda julho 14

agenda junho 07

agenda junho 08

agenda junho 09

agenda junho 10

agenda junho 11

agenda junho 12

agenda junho 13

agenda junho 14

agenda maio 08

agenda maio 09

agenda maio 10

agenda maio 11

agenda maio 12

agenda maio 13

agenda maio 14

agenda março 08

agenda março 09

agenda março 10

agenda março 11

agenda março 12

agenda março 13

agenda março 14

agenda novembro 07

agenda novembro 08

agenda novembro 09

agenda novembro 10

agenda novembro 11

agenda novembro 12

agenda novembro 13

agenda novembro 2013

agenda outubro 07

agenda outubro 08

agenda outubro 09

agenda outubro 10

agenda outubro 11

agenda outubro 12

agenda outubro 13

agenda setembro 07

agenda setembro 08

agenda setembro 09

agenda setembro 11

agenda setembro 12

agenda setembro 13

agenda setembro 14

aniversários

biblioteca

casa fernando pessoa

casafernandopessoa

congresso

cursos

exposição

exposições

fernando pessoa

ler agustina

lisboa cidade do livro

mensagem do desassossego

mensagem do dia

o que importa

o que importa 2013

o que importa 2014

poesia

serviço educativo

um poema de amor por dia

uma noite com pessoa

todas as tags

arquivos

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

blogs SAPO

subscrever feeds